Especialidades

Odontologia Preventiva

Odontologia Preventiva

A Odontologia praticada em nossa clínica, segue uma nova tendência mundial, que trata de forma preventiva todos os pacientes.

Nosso projeto de Prevenção é amplo e aborda vários fatores que contribuem para evitar a cárie e a doença periodontal (doença gengival).

Inicialmente é feito um inventário de saúde do paciente (questionário médico). Nessa consulta denominada Anamnese, obtemos toda história médica do paciente e informações sobre possíveis problemas de saúde como: diabetes, hipertensão, problemas cardíacos etc.

A partir desse procedimento, pode-se iniciar o tratamento sem riscos ou surpresas desagradáveis.

Prevenção na boca: Nessa etapa, são utilizados materiais didáticos e informativos que auxiliam na motivação e condicionamento do paciente para remoção eficaz da placa. São efetuados procedimentos como:

  • Técnica de escovação e uso do fio dental
  • Profilaxia: remoção da placa bacteriana e cálculos (tártaros)
  • Aplicação de flúor: proteção adicional ao dente
  • Controle de infecção.

Dessa forma, pode-se esperar sempre um resultado melhor e prolongado do tratamento, pois desde o início o paciente é conscientizado da importância da Prevenção.

Terapia de Controle Oral

Na verdade, a Terapia de Controle Oral é sinônimo de Prevenção.Nosso projeto de Terapia de Controle Oral tem o objetivo de manter a higiene bucal, a saúde gengival e a integridade óssea dos pacientes que já realizam o tratamento estético e reabilitador.

O projeto de Terapia de Controle Oral é realizado de forma sistemática a cada 4 ou 6 meses. O paciente é instruído e condicionado a um rigoroso controle da placa bacteriana (escovação e uso do fio dental), evitando novos processos de cárie e garantindo o sucesso prolongado do trabalho.

A saúde oral é essencial e ajuda na prevenção de doenças graves como: endocardite bacteriana (infecção cardíaca), infecções renais, pulmonares e tantas outras patologias que utilizam a gengiva doente como porta de entrada no organismo.

A integridade óssea e periodontal deve ser sempre mantida, pois é o osso e as estruturas de suporte que proporciona sustentação à gengiva e aos dentes. É somente através da Terapia de Controle Oral da saúde oral que se mantém esta integridade e conseqüentemente o sucesso do tratamento.

Periodontia

periodontiaA periodontia é uma especialidade que trata as doenças  da gengiva e das estruturas de suporte do dente. A gengiva é o tecido que reveste o osso e esse sustenta o dente na cavidade bucal. Em virtude da má higiene bucal, do fumo, stress, da imunodeficiência e de maus hábitos alimentares a gengiva fica fragilizada  às infecções decorrentes de bactérias.

As alterações patológicas do periodonto são chamadas de doenças periodontais como placa bacteriana, gengivite e periodontite.

A função do periodonto é a inserção do dente ao tecido ósseo e conservar a superfície da mucosa mastigatória da cavidade bucal. O periodonto estabelece uma unidade funcional biológica e evolutiva que sofre modificações com a idade e com relação às modificações do meio bucal.

A placa bacteriana é um biofilme aderido à superfície do dente que pode ser removido por ação mecânica- escovação, uso do fio dental e escovas interdentais.

Estas bactérias acabam por afetar a gengiva, causando a inflamação na qual damos o nome de Gengivite.

Uma vez estabelecida a gengivite e sem que haja um controle da placa bacteriana pode se desenvolver para um quadro de periodontite.

A periodontite é uma inflamação que vai além da gengiva, alcançando o tecido ósseo e suas estruturas formando a bolsa periodontal e acarretando em perda óssea.

Para evitar tais danos à cavidade bucal recomenda-se a escovação com uma frequência mínima de 3x ao dia,  uso regular do fio dental e de escovas auxiliares ( interdentais), hábitos alimentares saudáveis e a visita regular ao dentista, sendo o ideal a cada 6 meses.

Ortodontia e Ortopedia Facial

ortodontiaA ortodontia é o segmento da odontologia especializado na prevenção, no diagnóstico e tratamento das maloclusões que são caracterizadas como: excesso ou falta de espaços entre os dentes; discrepâncias esqueléticas; recuperação de espaço para colocação de próteses ou implantes, etc.

Esta especialidade visa a melhora da estética dentária e facial aliada à adequada função mastigatória. Atualmente, pacientes procuram orientação ortodôntica cada vez mais cedo, dando a devida importância ao diagnóstico precoce de uma possível doença ( má oclusão).

O mais importante preceito da ortodontia contemporânea são as limitações impostas pelo padrão de crescimento às ações ortodônticas. A vantagem da identificação precoce é a possibilidade de acompanhar o paciente, avaliar o crescimento e impacto sobre a face e a má oclusão, e construir uma meta terapêutica individual.

A busca pela saúde positiva, ou algo a mais que a simples ausência de doença, torna oportunos estudos relacionados à metas terapêuticas preventivas individualizadas e planos de tratamentos customizados.

O tratamento ortodôntico pode ser aplicado em qualquer idade, devolvendo ao paciente uma harmonia facial e um sorriso ideal natural. No entanto, o tratamento em adulto requer cuidados especiais. Se o paciente adulto apresentar saúde geral e periodontal adequados o tratamento é recomendado. Há muitos mitos na saúde, principalmente o tratamento ortodôntico em adultos, que vem sendo derrubado a cada caso de sucesso.

Qual é a finalidade da ortodontia? É obter saúde e equilíbrio entre os dentes, músculos e ossos da face, melhorar o posicionamento dentário, melhorar a mastigação, dar equilíbrio entre os dentes e os maxilares e restabelecer a harmonia na estética da face e do sorriso

Odontologia Estética

odontologia esteticaNeste novo milênio a importância dada à saúde e bem estar tem sido o segmento que mais cresce no mundo contemporâneo. Os cuidados com a forma física e a busca pelas intervenções cirúrgicas estão cada vez mais acessíveis às pessoas  dando a elas equilíbrio e elevando a auto estima. Nesta linha surgiu a odontologia estética que contribui para a conquista do sorriso perfeito ideal.

A odontologia estética é como uma plástica do sorriso que pode reverter de forma rápida o processo natural de envelhecimento dos dentes. Esta especialidade oferece uma grande variedade de opções de tratamento. As opções variam desde clareamentos, facetas, restaurações estéticas, próteses, cirurgias e correções ortodônticas devolvendo ao paciente uma face mais jovem e um sorriso ideal natural. Estes tratamentos implicam em uma combinação de técnicas e intervenção multidisciplinar para atingir os melhores resultados.

A observação feita sob perspectivas diversas permite entender como os elementos do rosto se integram, e de que forma a harmonia e a desarmonia surgem na relação entre os detalhes e o todo formado. Ao se dar conta da total interação de dentes e gengiva com os lábios, o nariz, os olhos, enfim, com o rosto, alcança um efeito estético mais harmônico.

A análise facial completa direciona as possibilidades de intervenção da Odontologia Estética e permite que o resultado obtido seja tanto melhor quanto maior for o rigor desse olhar. Por isso, é preciso saber observar dentes e gengiva e também as relações estabelecidas globalmente com os lábios e o rosto.

Diversos motivos foram enumerados para realizar estes procedimentos , entre eles a modernização das técnicas, materiais e equipamentos, a conscientização da sociedade das vantagens estéticas e funcionais deste tratamento e um aumento da exigência estética entre os adultos que, atualmente tem uma vida social, afetiva e profissional ativas até a senilidade.

Portanto, frente ao panorama mundial de aumento da longevidade humana, estes tratamentos representam uma mudança de paradigma tendo como objetivo restabelecer a função, devolver o aspecto natural dos dentes perdido ao longo do tempo e melhorar a estética facial e do sorriso.

Implantodontia

implantodontiaImplantodontia é o segmento da odontologia que recupera espaços edêntulos através da inserção de raízes dentárias artificiais que suportarão uma prótese de dente (coroa).

Isso ocorre pela implantação de um parafuso de titânio no interior do tecido ósseo onde houve a perda do dente.

Ao redor do titânio ocorre a osseointegração que é caracterizada pela formação de tecido ósseo que irá incorporar este material ao organismo. É extremamente importante, que o tecido ósseo mantenha-se preservado mesmo quando o implante dentário seja submetido aos esforços mastigatórios.

A osseointegração deve-se a incapacidade do nosso organismo em detectar o titânio intraosseo; devido a suas caracteristicas bioinertes, permitindo assim o crescimento ósseo ao redor do mesmo, estando em contato íntimo osso e implante.

Na implantodontia são feitas desde reabilitações unitárias até grandes reabilitações totais fixas ou removíveis, devolvendo ao paciente a melhora da estética dentária e facial e restabelecendo a função do sistema mastigatório.

Endodontia

endodontiaEndodontia é a especialidade que direciona sua prática ao diagnóstico e tratamento das dores de origem oral, através do tratamento de canal, e também, no tratamento nos casos de traumatismos dentários.

O tratamento endodôntico consiste na remoção do tecido pulpar inflamado, infeccionado ou sem vitalidade geralmente devido às cáries ou traumas, ou seja, salva dentes que de outra maneira teriam que ser extraídos. Apesar da polpa ter sido removida, o dente permanece vital em relação aos tecidos que os circundam, isto é, ao osso e ao tecido gengival.

Na maioria das vezes é realizado em sessão única. Somente os casos mais complexos necessitarão de mais sessões.

Atualmente o tratamento endodôntico é realizado com ausência de dor. Ao contrário, a endodontia alivia estados dolorosos presentes antes da intervenção.

No passado tido como muito doloroso e demorado é hoje considerado um procedimento rotineiro e indolor, com alto índice de sucesso.